Artesanato Indigena

A Arte e o Artesanato Indígena Brasileiro
Arte Indígena Brasileira (Resumo)

Arte Indígena Brasileira (Resumo)

A Arte Indígena se confunde com a cultura brasileira, que é resultado da miscigenação de vários grupos, dentre eles os índios.

A Arte indígena brasileira é a arte produzida pelos povos nativos do Brasil, antes e depois da colonização portuguesa, que iniciou-se no século XVI.

Datada de antes da chegada dos colonizadores portugueses ao Brasil, e que se mantém viva até os dias atuais, a arte indígena é um patrimônio sócio-cultural de um povo que viveu a raiz do Brasil, que sobreviveu e fez sua arte daquilo que compõe cada hectare de terra brasileira, com o uso das penas das aves que aqui voavam, das plantas para extrair as tintas e da terra para produzir as belas peças de cerâmica.

Apreciar uma peça de arte indígena é apreciar uma pequena parte do Brasil moldada em um utensílio do povo que se originou nesse vasto país.

A diferença da arte indígena para as demais expressões de arte

A utilidade da arte indígena é um diferencial para a arte contemporânea. Muitos historiadores empacam em definir arte indígena, pois é muito mais do que uma arte, é uma utilidade.

Confunde-se muito arte indígena e artefato indígena pelo fato da utilização do produto final, como, por exemplo, após pintura e molde dos jarros e trançado das cesteiras.

A arte indígena vem da selva, diretamente da selva, e representa a selva em física e essência. A cerâmica é, talvez, o utensílio-artístico indígena mais mencionado em textos e teses sobre o assunto arte indígena.

A arte indígena não é uma atividade separada, individualizada, e a influência da arte indígena se faz sentir hoje onde ainda há ocupação indígena, pois o contato desses grupos com comunidades ribeirinhas, vilas e cidades faz com que estes grupos não índios sejam influenciados pela cultura nativa.

VEJA  Os Melhores Livros Sobre Arte Indígena Brasileira

A principal diferença entre a arte indígena e a arte contemporânea ocidental talvez seja o fato da primeira possuir um caráter tradicional, ensinado e passado de geração para geração, além do forte utilitarismo que o permeia.

Outra diferença entre a chamada arte indígena e arte ocidental é que a segunda geralmente busca o desfrute estético, através de sua existência.

Já a arte indígena quase sempre tem a finalidade de ser utilizada como um artefato, é dotada de um significado mais prático, não apenas para ser visto e apreciado.

A Arte indígena manifesta-se de várias formas…

Principais Manifestações da Arte Indígena

  • Música e dança
  • Desenho e pintura
  • Cerâmica
  • Cestaria
  • Arte em madeira
  • Arte em plumas
  • Arte em pedras
  • Pintura corporal

A arte indígena é parte da cultura brasileira

Geralmente, a arte indígena manifesta-se através de cânticos, vestuários utensílios, pela pintura corporal, escarificação e perfuração da pele, através de danças, entre outros, sendo estes raramente produzidos com o intuito de serem arte propriamente dita.

O uso de plumas na arte indígena se dá de dois modos: para colagem de penas no corpo e para confecção e decoração de artefatos como, por exemplo, as máscaras, colares etc.

Outro aspecto importante é que a arte indígena é a representação de uma tribo, e não da personalidade de quem a faz.

Cada povo indígena tem uma maneira própria de expressar suas obras, por isto dizemos que não existe arte indígena, e sim artes indígenas.

Mas o ponto alto da arte indígena é os trançados, indispensáveis ao transporte de caça, da pesca, de frutas, para a construção do arcabouço e da cobertura da casa e para a confecção de armadilhas.

Em qualquer livro de história da arte brasileira, encontraremos um capítulo dedicado à “arte indígena”.

VEJA  BOLSA WAYUU CAUCA