Artesanato Indígena da Região Norte (As Técnicas de Artesanato Mais Tradicionais)

Artesanato Indígena da Região Norte

A região norte, conhecida pelo artesanato indígena, também é rica em técnicas como marchetaria, cerâmica, acessórios em palha, ‘bio jóias’, capim dourado, entre outros.

Abaixo, estão as técnicas de artesanato mais tradicionais de cada estado da Região Norte do Brasil:

  • Acre – Indígena e Marchetaria
  • Amapá – Cerâmica e Indígena
  • Amazonas – Acessórios de algodão cru, madeira, palha e sementes
  • Pará – Brinquedos de miriti ou buritu, cerâmica, biojoias e cuias
  • Rondônia – Indígena em madeira
  • Tocantins – Capim dourado
  • Roraima – Artesanato indígena

A Cerâmica Marajoara

A cerâmica marajoara, feita pelos indígenas da Ilha de Marajó, é a mais antiga dentre as artes em cerâmica do Brasil.

A Ilha de Marajó é uma ilha costeira brasileira do tipo fluviomarítima, situada na Área de Proteção Ambiental do arquipélago do Marajó, no estado do Pará.

Os índios da Ilha de Marajó utilizavam o barro para confeccionar os objetos utilitários ou decorativos.

Para incentivar o turismo e o comércio local na cidade de Icoaraci, próxima a Belém, diversos artesãos descendentes de índios tentam preservar e manter a tradição marajoara, fabricando réplicas da cerâmica, ajudando, assim, a divulgar os trabalhos indígenas e a preservar um dos maiores patrimônios culturais do Brasil.

A Região Norte

A Região Norte é a maior região brasileira em extensão territorial (3.853.397,2 km²), corresponde a aproximadamente 42% do território nacional e seu contingente populacional é de 15 milhões de habitantes, composto por indígenas e imigrantes: gaúchos, paranaenses, paulistas, nordestinos, africanos, europeus e asiáticos.

Os índios realizam inúmeros rituais, cada tribo expressa sua crença e tradição, havendo diferenciação nos elementos culturais.

Em suas celebrações, os índios, normalmente, se pintam e usam vários acessórios, por motivos de vaidade ou questões religiosas.

VEJA  Artesanato Indígena em Curitiba

Destacam-se os trabalhos artesanais indígenas, muito utilizados como enfeites, para compor a indumentária usada nos rituais e também para a produção de utensílios domésticos e na comercialização.

O artesanato da Amazônia exibe toda a beleza dos detalhes e influências indígenas.

São colares, pulseiras, anéis, brincos, gargantilhas, utensílios domésticos e peças decorativas confeccionados com matéria-prima fornecida pela própria floresta, como sementes, fibras e madeiras e que apresentam uma grande variedade de cores naturais.

A influência indígena também é muito forte no artesanato roraimense. Índios e artesãos soltam a criatividade e confeccionam um artesanato original, que retrata as nuances da cultura regional, além de produzirem de uma forma exótica.

O trabalho resulta em peças originais, como brincos, braceletes, colares, além da cerâmica indígena, que se destaca internacionalmente pela beleza e originalidade.

Aliás, no Brasil, temos bons exemplos da cerâmica praticada pelos indígenas e, entre as várias culturas indígenas no Brasil, há uma que se destaca: a cultura marajoara.

A culinária é influenciada pela cultura indígena, baseada na mandioca e em peixes.

Nas cidades de Belém e em Manaus, o tacacá é tomado direto na cuia indígena, espécie de sopa quente feita com tucupi, goma de mandioca, jambu (um tipo de erva), camarão seco e pimenta de cheiro.

O tucupi é um caldo da mandioca cozida e espremida no tipiti (peneira indígena), que acompanha o típico pato ao tucupi, do Pará.

Compartilhe Esta Página:

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo