Site Overlay
Artesanato Indígena em São Paulo

Artesanato Indígena em São Paulo

Você sabia que São Paulo possui artesanato indígena autêntico e de qualidade em lojas especializadas?

Pois é, você não precisa ir até a Amazônia para encontrar máscaras, cestas ou banquinhos em forma de tamanduá produzidos por um dos 230 povos indígenas do Brasil.

São Paulo tem um pequeno, mas seleto, grupo de lojas especializadas em artesanato indígena.

Por toda a cidade, você encontrará lojas e mercados que vendem artesanato – como frutas de madeira e corda, pintadas em cores vivas e produzidas em pequena escala por comunidades da região.

No entanto, frequentemente, esses objetos são feitos para turistas, ou seja, de baixa qualidade e com a utilização de materiais ruins, como tinta comercial.

Embora esse tipo de artesanato possa ser, de fato, produzido por grupos indígenas, há muitos outros artefatos indígenas autênticos e de qualidade à venda em São Paulo, feitos com técnicas e materiais usados há gerações.

Mas, infelizmente, quando se trata de descobrir a origem e a autenticidade de um objeto indígena, nada é preto no branco.

Á seguir, citamos três lojas consideradas sérias, cujos proprietários compram diretamente das tribos e são apaixonados pelos produtos que vendem – e pelas pessoas que os criam.

Amoa Konoya

Amoa Konoya significa jabuti nos dialetos Suruí e Ashaninka, e é também o nome dado por Walter Gomes e sua esposa, Silvana, à loja que vende objetos de mais de 60 tribos do Brasil inteiro.

Cada detalhe e ornamento de um objeto está relacionado à mitologia da tribo.

A loja fica na Rua João Moura, 1.002, Pinheiros (3061 0639, amoakonoya.com.br)

Casa do Amazonas

Casa do Amazonas

Você vai se surpreender ao encontrar as irmãs Fátima e Moriko Hamakawa, descendentes de japoneses, no comando de uma das mais antigas e tradicionais lojas de artefatos indígenas da cidade.

VEJA  Artesanato Indígena e os Colares

A Casa do Amazonas vende objetos autênticos há mais de 30 anos, principalmente para colecionadores e estrangeiros.

“Tomamos muito cuidado para não vender objetos feitos para turistas”, diz Fátima, que conhece os desafios enfrentados pelas tribos.

“O uso de penas foi proibido há seis anos e, com isso, a natureza de seu trabalho mudou.

O desmatamento e a globalização levaram à perda da pureza também.”

A loja fica na Alameda dos Jurupis, 460, Moema (5051 3098).

Iandé

A loja de Helena Shizue Yamanaka – Iandé, que significa “nosso” em Tupi-Guarani – não fica muito longe da Amoa Konoya, escondida no meio da bagunça da Rua Augusta.

Antes de abrir a loja, em 2000, Helena desenvolveu a paixão e o conhecimento sobre arte indígena quando trabalhava na Funai.

A Iandé vende artesanato de mais de oito tribos, incluindo cestas, redes, cerâmica, máscaras, bancos, instrumentos musicais e enfeites, entre outros.

Todos os produtos vêm com um folheto explicativo, com a história da tribo e informações sobre o objeto.

A loja fica na Rua Augusta, 1.371, Loja 14, Jardim Paulista (3283 4924/iande.art.br)

Adquira Artefatos Produzidos Manualmente Pelos Índios

As Matérias Primas dos Artesanatos Indígenas
As Matérias Primas dos Artesanatos Indígenas

Engana-se quem pensa que produtos produzidos pelos índios brasileiros podem ser adquiridos apenas nos municípios da região Norte do País.

Você pode comprar e levar para casa artesanatos produzidos com madeiras, penas, bambus e outros materiais tipicamente utilizados pelas comunidades indígenas em São Paulo (SP) mesmo.

A 30 minutos de São Paulo, na cidade de Embu das Artes, você pode adquirir os mais belos artesanatos indígenas.

A feirinha de artesanato é lotada nos finais de semana. No bairro de Pinheiros, centro de São Paulo, e em outros bairros da cidade você também encontra várias lojas que vendem objetos autênticos feitos por indígenas, como cestas, redes, cerâmica, máscaras, bancos, instrumentos musicais e enfeites diversos.

VEJA  Artesanato Indígena e Cestaria

Loja Ameríndia Arte Indígena

Loja Ameríndia Arte Indígena

Localização: Rua Ferreira Penteado nº 1.460 – Cambuí – Campinas/SP – CEP 13015-180

Desde a sua inauguração, a Ameríndia segue o propósito de estimular e divulgar de forma ampla, através do artesanato, a riqueza artística, cultural, individual e coletiva dos povos indígenas brasileiros.

Com um acervo de mais de 10 mil peças de mais de 150 etnias, adquirido em todos os cantos do país, visitar a Ameríndia é fazer uma viagem por quase todos os estados brasileiros, onde aprendemos que a arte indígena é uma das maiores provas de nós seres humanos somos capazes de usar a natureza para produzir objetos de forma equilibrada e inteligente, havendo uma relação justa e equilibrada entre humanos e o ambiente natural.

Compartilhe Esta Página: