Artesanato Indígena Para a Educação Infantil (Projetos de Oficina de Artesanato Indígena para Educação Infantil)

Um Projeto de Oficina de Artesanato Indígena para Educação Infantil é uma ótima maneira de comemorar o dia do índio e ensinar sobre a arte indígena para as crianças.

A proposta aqui sugerida não é de apenas fantasiar as crianças de índios, mas sim de realizar uma atividade criadora a qual torna o indivíduo mais sensível em relação ao seu ambiente e às necessidades dos outros.

Através da arte, o indivíduo exprime seus sentimentos, emoções, pensamentos e criatividade.

A oficina de artesanato incentiva os alunos a aprender a confeccionar objetos que serão aproveitados para divulgação da cultura indígena, são peças originais que retratam a identidade de uma nação, e, por isso, são impregnadas de valor cultural.

Todos podem participar! Para os alunos maiores, sugere-se formar grupos e propor um trabalho de pesquisa, um levantamento histórico sobre o artesanato produzido pelas diversas etnias.

Eles serão capazes de conhecer e saber identificar o artesanato de nações diversas.

Crianças de todas as faixas etárias poderão conhecer os materiais utilizados para fazer o artesanato de cerâmica, adornos com sementes, penas, cestaria, pinturas com tintas naturais extraídas da natureza (terra, pedras e plantas).

A ideia é produzir peças artesanais e, em seguida, expor. Pode-se,ainda, apresentar as peças de adornos em danças e encenações sobre o tema indígena.

Objetivos da Oficina de Artesanato Indígena

Os alunos serão capazes de:

  • Valorizar as diferenças culturais do grupo;
  • Valorizar sua produção artística;
  • Respeitar o ponto de vista do amigo, defendendo também o próprio;
  • Valorizar o artesanato como forma de expressão cultural de um povo.

Materiais que serão utilizados

  • Massa de modelar nas cores: marrom, verde, vermelho e bege;
  • Argila
  • Barbante
  • Penas
  • Tinta guache e tinta glítter branca
  • Cartolina
  • Cola
  • Palito de churrasco
  • Outros materiais disponíveis na escola, de acordo com as pesquisas realizadas e a criatividade do grupo.

O que pode ser confeccionado na Oficina de Artesanato Indígena

  • Cocar
  • Colar
  • Adornos para pernas e braços
  • Chocalhos
  • Pratos e potes variados
  • Penas e enfeites no palito de churrasco

Exposição da oficina de Artesanato Indígena

Em dia marcado, apresentar os artesanatos confeccionados para os pais dos alunos. As crianças ficarão orgulhosas!

Ensinando Arte Indígena – Cultura e Tradição na Educação Infantil

A criação de arte indígena dentro da sala de aula ajuda o aluno na compreensão da história e cultura artística do indígena, podendo ser feitos trabalhos como trançados e vasos com temáticas indígenas.

Os objetivos do ensino da arte indígena na educação infantil são:

  • Valorizar as manifestações artísticas dos indígenas brasileiros
  • Perceber a identidade indígena como parte integrante e formadora do povo brasileiro
  • Compreender a expressão das manifestações culturais das tribos indígenas e sua função
  • Estabelecer as relações existentes entre os povos indígenas e a sociedade atual
  • Desenvolver a percepção visual, a concentração e a sensibilidade para a produção manual
  • Ressaltar o valor da arte indígena no desenvolvimento do processo de ensino/aprendizagem instigando o conhecimento de diversificadas manifestações culturais expressas artisticamente

Algumas sugestões de trabalhos para sala de aula são:

  • Mandalas com canudos de papéis
  • Trançado com jornais
  • Vasos indígenas

As mandalas, durante muito tempo, foram usadas como expressão artística e religiosa, através da arte indígena.

Outro elemento da arte tradicional indígena que pode ser explorado nas aulas de artes são os trançados.

Por fim, várias peças em cerâmica desenvolvidas manualmente pelos índios de distintas tribos podem ser relidas pelos alunos.

A cestaria indígena é feita a partir de cipó, bambu e outras fibras vegetais. Mas como essa matéria-prima pode ser difícil de usar em sala de aula, os trançados podem ser produzidos usando o recurso de canudinhos de jornal.

VEJA  Artesanato Indígena Marajoara

Em um primeiro momento, para fim de compreensão, a partir de visualização de imagens, podem ser apresentados vídeos com a cultura e tradição de arte indígena.

Posteriormente, com criatividade, é possível reproduzir não só a arte, mas também a sua decoração (com grafismos indígenas, por exemplo).

Com o trabalho finalizado, as arte produzidas pelos alunos podem ser expostas no colégio.

Para tornar a aula mais divertida, tire fotos enquanto os alunos trabalham. Depois, essas mesmas fotos podem integrar a exposição e deixar os alunos orgulhos de seus esforços.

É importante que o professor explique passo-a-passo e dê as devidas orientações para que os alunos possam iniciar e concluir a arte com segurança, sempre utilizando materiais não tóxicos, como tinta guaxe, por exemplo.

Para facilitar, os trabalhos podem ser feitos em grupos ou duplas. Assim, fica mais fácil para o professor ajudar e todos os trabalhos podem ir para a exposição.

Cada arte que os alunos fizerem, os ajudarão a entender que são coisas que fazem parte da cultura tradicional desses povos e os ajudarão a valorizá-los, pois verão como é complexo realizar um trabalho dessa natureza.

Para instigar a criatividade e imaginação das crianças, a pintura pode ser livremente inspirada em imagens observadas da arte indígena, sem necessariamente ser uma transposição literal para que, assim, os alunos fiquem livres para interpretarem ao seu modo o que haviam observado.

Como Encontrar Ideias de Artesanato Indígena Para Educação Infantil

A rede social Pinterest é uma ótima fonte de ideias para levar trabalhos e atividades para as crianças sobre arte indígena.

Além de ideias, você ainda pode encontrar moldes e tutoriais. Clique aqui e veja.

Educar com arte é a melhor forma de ensinar as crianças a respeitar os índios e a cultura indígena.

Brincando com as Culturas Indígenas

Abril, mês que comemora-se o dia do índio, é uma época que podemos pensar um pouco mais no que esta data e a cultura indígena representam.

Se você é professor e quer “brincar” com a cultura indígena dentro de sala de aula, você pode começar fazendo-se as seguintes perguntas:

  • Que tipo de informação queremos transmitir para as crianças? O que elas entendem?
  • O que sabemos sobre essas pessoas que vivem neste mesmo lugar, que chamamos de Brasil?
  • Como é o indígena brasileiro? Quais são suas crenças? Como é sua cultura? Como brincam?

Hoje, o que sabemos deles é o que a televisão nos conta e, muitas vezes, o foco das matérias não são as crenças e as culturas indígenas.

Algumas regiões, pela proximidade com as aldeias, possuem um contato e uma convivência maior, mas, pensando nas nossas crianças da Educação Infantil, como selecionar conteúdos que sejam significativos e provoquem o interesse e o conhecimento delas em relação a estas culturas tão ricas e tão próximas e desconhecidas?

Como brincar com estas ideias e outros modos de ver o mundo?

O importante é se preparar para aproveitar as diferentes possibilidades que podem ser desenvolvidas com o tema: cultura e hábitos, alimentos e moradia, locais em que vivem, brinquedos e brincadeiras etc.

Vamos, agora, nos ater aos aspectos da pintura corporal, uma das características e costume que é mais notada nas imagens divulgadas.

Você já se pintou como os índios?

Vamos conhecer um pouquinho do porque os índios se pintam para escolher a pintura que vamos usar.

VEJA  Artesanato Indígena á Venda

Para começar a conversa, selecione várias imagens de crianças indígenas com as pinturas e introduza na Roda de Conversa para saber o que suas crianças pensam e conhecem.

Pergunte o que estão vendo nas imagens e comente o que você também vê. Mostre os enfeites, as cores e o trabalho de pintura.

Para desenvolver uma atividade

Se o grupo demonstrou interesse e curiosidade, com a tinta já própria para pintar o rosto, proponha que experimentem, em frente ao espelho, e permita que explorem as diversas possibilidades, pintar tudo, fazer riscos, como viram nas imagens (que poderão estar disponíveis para “consulta” em local acessível).

Não esqueça de registrar todo o desenvolvimento da proposta para ter o material do trabalho realizado!

Conhecendo as pinturas corporais

Por seu convívio com a natureza, muitos povos indígenas usam as formas que eles identificam na flora (plantas) e na fauna (animais) para pintarem seu corpo.

O mais usual é a repetição de pequenas formas. Este é um aprendizado que os índios fazem desde pequenos.

Cada grupo tem um tipo de desenho a partir de seus rituais e crença. Por exemplo: a cobra para os Yanomami, povos que habitam o norte do Amazonas, é uma linha sinuosa, e a onça pintada, uma sequência de pintinhas.

As estrelas para os Yanomami é uma sequência de pequenas cruzes que eles pintam no rosto.

O mesmo céu para os índios das tribos Tucano, ao longo do rio Negro, é representado por uma fileira de pontos.

Para eles, estas fileiras verticais representam a via láctea que é imaginada como um rio celestial.

O sol é o símbolo que representa como o principio fertilizador. Nas escolas, as crianças indígenas aprendem cada uma destas representações e quando elas devem ser usadas.

Mas as pinturas nas crianças são feitas pelas mulheres e tem um significado de carinho com seus filhos, ao passarem horas nesta atividade

As comunidades indígenas vão se diferenciando uma das outras pela forma e pela repetição de como utilizam basicamente dois elementos: o traço (wahirê) e o círculo (doí).

(Tradução na cultura dos Xarentes, povos que habitam em torno do rio Tocantins, Estado do Tocantins).

Uma curiosidade!

Para os indígenas, as tintas para estas pinturas também vêm da natureza. Por isso, a maior parte das tribos brasileiras usa a cor vermelha, que é extraída da semente da fruta chamada urucum.

Urucuzeiro é uma árvore de mais de 6 metros de altura com uma florada cor de rosa.

Você sabia que usamos também para colorir nossa comida? É o colorau! O azul marinho, quase preto, é retirado do sumo do fruto ainda verde do jenipapo.

Para os povos Guaranis, jenipapo significa fruta que serve para pintar. O jenipapo também é uma árvore alta comum no Amazonas e na mata Atlântica.

A árvore do jenipapo é da família da árvore do café. A cor branca vem do calcário, uma rocha sedimentar.

Darcy Ribeiro, um dos antropólogos brasileiros, estudou muito o mundo indígena, diz que “é no corpo humano que o indígena encontra suporte por excelência de sua pintura, é a tela onde os índios mais pintam, e aquela que pintam com mais primor”.

Onde mais os índios usam as cores?

Os índios também pintam suas cerâmicas, as palhas para tecer objetos e as madeiras dos utilitários, como bonecos, cestos e remos.

VEJA  Artesanato Indígena no Brasil

Projeto Arte Indígena Para Escolas e Aulas de Artes

Os objetivos de um projeto sobre arte indígena incluem:

  • Promover uma discussão acerca da diversidade étnica, social e cultural no Brasil.
  • Perceber a formação social de um grupo, seus hábitos e sua integração com o mundo que o cerca. A relação do homem com o seu habitat, com seu grupo, utilizando dos recursos de que dispõe para a sua sobrevivência.
  • Compreender as relações de tempo, espaço e cultura e sua influência na identidade social do povo brasileiro.
  • Trazer o grupo para uma reflexão sobre o “diferente” e o “igual”.
  • Levantar questões comportamentais pertinentes à diversidade social e cultural no Brasil.
  • Perceber que faz parte deste contexto social e que carrega heranças desta diversidade.
  • Visitar aldeias indígenas;
  • Mostrar como os povos indígenas viviam, vivem e como produzem sua arte;
  • Dar ao aluno a possibilidade de vivenciar e experimentar as etapas de construção da arte indígena de forma a concretizar o estudo e contextualizar a produção artística;
  • Produzir artes indígenas: grafismo do corpo e cerâmica; trançados; etc.

Por que Organizar um Projeto de Arte Indígena na Escola?

A cultura indígena está presente no nosso dia a dia, como: na fala, no alimento, entre outros.

Está inserido cultura urbana de forma direta e indireta. E é importante que saibamos sobre seu modo de viver, suas tradições, seus hábitos e crenças.

Estima-se que, atualmente, existam cerca de 300 mil índios em território brasileiro, número este que nos faz refletir quando pensamos nos quase 6 milhões que existiam em nosso país antes da chegada dos colonizadores.

Segundo os estudos da Escola Vesper:

“ O encontro de raças caracterizou-se por um grande massacre não só de vidas, mas de uma belíssima cultura. Extinguiu-se línguas, mitos, costumes, conhecimentos, técnicas e artefatos. Sem dúvida um patrimônio cultural que jamais será recuperado. Na realidade podemos afirmar que desde a chegada dos portugueses no Brasil até os dias de hoje, tem havido uma luta constante contra o índio. Luta na qual só existe um ganhador. A vitória é daquele que se julga civilizado.”

Notamos que, em certas localidades onde há pouca aproximação e contato com as tribos, as tribos são enaltecidas.

E quando há um grande contato os índios, a sociedade é pouco valorizada, e muitas vezes, desprezada pela sociedade urbana.

Faz-se necessário a compreensão de que os índios abrangem populações muito diferentes entre si, que a categoria não se define somente por oposição aos brancos ou como um grupo homogêneo.

É necessário entendê-los e respeitá-los. Suas organizações são diferenciadas do ponto de vista de costumes, organização, estruturas habitacionais, línguas, porte físico e vários outros aspectos.

Enfim, é necessário compreender estas diferenças, conhecê-los a fundo para buscar as soluções que garantam sua prosperidade futura e assegurem-lhe o direito de viver de acordo com seus costumes.

Quais Atividades Podem Fazer Parte de um Projeto de Arte Indígena na Escola?

  • Produção textual sobre o conhecimento prévio dos alunos sobre a cultura indígena no Brasil.
  • Assistir vídeos sobre o povo indígena para discussão sobre os índios de hoje e ontem.
  • Leitura de livros sobre arte indígena
  • Pesquisa e apresentação sobre uma tribo indígena, enfatizando um tipo de arte produzida pela tribo
  • Produzir grafismo indígena em papel ou pintura em telha ou jarro de barro
  • Lendas indígenas: leitura e produção textual
  • Produção de um tipo específico de arte indígena
  • Apresentação de dança indígena
Compartilhe Esta Página:

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo